RESENHA DE ARTIGO
Chegou a hora de parar de olhar para regiões do corpo para cuidar de pacientes com dor musculoesquelética!

Foi publicado no British Journal of Sports Medicine um editorial muito bacana liderado pelo brasileiro-quase-australiano João Paulo Caneiro que faz uma bela cutucada em todos nós! Como eu gosto de ser provocado, eu adorei a chamada deles!

Eles trazem 6 recomendações muito sensatas, ao meu ver: .

• Sempre faça uma triagem para problemas de ordem psicossocial e comorbidades.
Use comunicação centrada no paciente!
• O que você precisa para atingir seus objetivos?
• Eduque além de dizer algo e use abordagens de ensino ativas! Mude o comportamento do paciente!
• Eduque os pacientes sobre o auto cuidado!
• Nunca deixe de abordar fatores de saúde associados a comorbidades (stress, sono, alimentação, etc).

VER ARTIGO ORIGINAL

Compartilhe este conteúdo nas suas redes sociais